Agressor de procuradora foi suspenso e teve salário cortado

O procurador Demétrius Oliveira Macedo, de 34 anos, que espancou a procuradora-geral de Registro, no interior de São Paulo, Gabriela Samadello Monteiro de Barros, de 39 anos, foi afastado do cargo nesta quarta-feira (22) e teve o salário suspenso, conforme consta no Diário Oficial do Município. O processo administrativo aberto contra o agressor deve resultar na exoneração do servidor público.

A publicação da portaria Nº 525/2022, portanto, representa uma punição imediata do procurador, que foi filmado dando socos, chutes e xingando a vítima.

De acordo com o texto, a princípio, o procurador ficará suspenso do cargo por 30 dias, sem receber salário. A medida passou a valer na última terça-feira (21). A prefeitura de Registro informou que a medida faz parte do processo administrativo que deve resultar na exoneração de Demétrius.

“É necessário seguir essa etapa e os trâmites legais para que a decisão seja tomada de maneira consistente”, esclareceu.

 

G1 Santos-SP

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.