Bolsonaro terá cargo no PL após deixar a Presidência

O presidente Jair Bolsonaro (PL) deve ganhar um cargo no PL, partido ao qual está filiado, após deixar a Presidência da República, no dia 1º de janeiro.

O acerto foi feito com o presidente nacional da sigla Valdemar da Costa Neto.

Bolsonaro e o dirigente conversaram na segunda-feira (31) sobre o futuro do presidente.

A derrota de Bolsonaro para Lula, do PT, no segundo turno foi a primeira vez que o atual presidente perdeu uma eleição na vida. Desde 1988, ele vinha conseguindo se eleger para os mandatos que disputou. 2023 será o primeiro ano em mais de três décadas em que Bolsonaro não terá mandato.

O fato de Bolsonaro perder o foro privilegiado foi um dos principais motivos para ele buscar o cargo no PL. O presidente busca contar também com o corpo de advogados do partido.

No PL, Bolsonaro atuará como consultor. Ele deverá ter um escritório político, a partir do qual vai organizar uma oposição ao governo Lula. Valdemar estuda ceder uma sala em um conjunto de edifícios na parte central de Brasília para servir de base para o presidente.

 

 

 

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.