Brasil ultrapassa a marca de 157 mil mortos por Covid-19

O número de mortes causadas pela Covid-19 no Brasil chegou a 157.163 neste domingo (25), após 237 novos registros de óbitos. Desde março, ao menos 5.393.759 contraíram a doença, somados 12.535 novos registros nas últimas 24 horas.

Os dados são fruto de colaboração inédita entre Folha, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas diretamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

Os dados coletados pelo consórcio mostram ainda que a média diária de mortes nos últimos sete dias causadas pelo novo coronavírus foi de 468, mantendo a trajetória de queda. Há duas semanas, essa média foi de 604, e há quatro semanas, de 697.

O recurso estatístico permite enxergar melhor da evolução da doença, pois atenua números isolados que fujam do padrão.

Desde 30 de setembro o país está em estágio de desaceleração da doença, segundo monitor mantido pela Folha, quando passou a ter média móvel de 26,5 mil novos casos por dia -número que vem baixando.

Já os dados divulgados pelo Ministério da Saúde neste domingo apontam 13.493 novos casos confirmados de Covid-19 nas últimas 24h, com 231 mortes.

Em geral, um número menor de casos e mortes aos domingos e segundas-feiras já é esperado devido a haver menos equipes nos laboratórios aos finais de semana. O ministério também tem apontado uma tendência de queda na curva de casos e mortes no país.

Com isso, o total registrado no balanço federal já chega a 5.394.128 casos da doença desde fevereiro, com 157.134 óbitos. Há, ainda, 2.390 mortes em investigação.

 

 

 

Folha Press

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *