Brasileiro pode entrar em 43 países da Europa sem restrições

Pelo menos 43 países da Europa aceitam a entrada de brasileiros completamente vacinados contra a covid-19 sem restrições, como a apresentação de teste negativo para a doença ou a necessidade de realizar quarentena.

Outras 5 nações da Europa permitem a entrada de brasileiros, mas ainda adotam como pré-requisitos testes PCR com resultado negativo e/ou quarentena. São eles: Azerbaijão, Belarus, Grécia, Rússia e Sérvia.

Formulário de cadastro

Poder360 todos os dias no seu e-mail
concordo com os termos da LGPD.

Bélgica, Eslováquia e Turquia relaxaram as restrições e permitiram a entrada de brasileiros somente com a apresentação do comprovante de vacina.

Desde 1º de abril, certificados de vacinação e testes PCR com resultado negativo para covid-19 deixaram de ser necessários ao entrar na Suécia. O país considera que a doença não é mais uma ameaça à saúde pública nem um perigo para a sociedade.

A Polônia e Hungria também não exigem comprovante de imunização contra covid-19 para que os viajantes ingressem em seus territórios.

© Fornecido por Poder360 © Fornecido por Poder360

Para comprovar a imunização, é preciso ter um certificado redigido em inglês que garanta a aplicação das doses. É possível emitir o documento por meio do aplicativo ConecteSUS, do Ministério da Saúde. Saiba como aqui.

CORONAVAC 

Para os países da UE (União Europeia), a agência reguladora de medicamentos (EMA) considera que só viajantes imunizados com vacinas da AstraZeneca, Pfizer/BioNTech, Moderna e Janssen podem obter o passaporte de vacinação e entrar no bloco.

Os países, no entanto, não precisam seguir a recomendação e podem executar as próprias legislações. Dessa forma, algumas nações do bloco permitem a entrada de pessoas imunizadas com a CoronaVac. É o caso de Alemanha, Áustria, França e Itália. Mas há critérios.

A Alemanha exige a apresentação de um teste de covid-19 de até 48h. Na França, vacinados com a CoronaVac precisam ter tomado uma dose de reforço da vacina da Pfizer ou da Moderna. A Itália também aplica a mesma regra, com relação à dose de reforço da Pfizer. Já na Áustria a vacina não é aceita em bares ou restaurantes.

Eis a lista dos países europeus que aceitam CoronaVac:

  • Albânia;
  • Alemanha;
  • Andorra;
  • Armênia;
  • Áustria;
  • Azerbaijão;
  • Bélgica;
  • Bósnia e Herzegovina;
  • Bulgária;
  • Croácia;
  • Dinamarca;
  • Eslováquia;
  • Eslovênia;
  • Espanha;
  • Estônia;
  • Finlândia;
  • França;
  • Geórgia;
  • Grécia;
  • Holanda;
  • Hungria;
  • Irlanda;
  • Islândia;
  • Itália;
  • Letônia;
  • Liechtenstein;
  • Montenegro;
  • Noruega;
  • Polônia;
  • Portugal;
  • Reino Unido;
  • Suécia;
  • Suíça;
  • Turquia;
  • Ucrânia.

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.