Central de Transplantes registra captação de órgãos no Hospital de Trauma de Campina Grande

Rins e córneas doadas, na manhã desta sexta-feira (12), no Hospital de Trauma de Campina Grande, vão ajudar a melhorar a qualidade de vida de pelo menos quatro pessoas que aguardavam na fila de transplantes. O doador era um homem de 46 anos, do sertão do estado, que foi vítima de traumatismo craniano provocado por um acidente de moto.

A captação ocorreu após um momento de homenagem feita pelos profissionais do hospital à família doadora, quando o paciente passou, sob aplausos, por um corredor humano, durante o deslocamento para o centro cirúrgico.  O “cortejo da vida” ocorre com todos os doadores de órgãos como forma de agradecimento pelo gesto de escolher salvar outras pessoas.

O procedimento só aconteceu após a confirmação da morte encefálica do doador, confirmada por rígido protocolo realizado em três etapas. Mas o início do processo se deu através da família do paciente, que buscou a Central de Transplantes para doar os órgãos. De acordo com a coordenadora de enfermagem do Núcleo de Captação de Órgãos de Campina Grande, Juliana Alves, o ato é fruto do trabalho de conscientização feito no sertão paraibano durante a campanha do “Setembro Verde”.

“Dessa vez o caminho foi inverso, foi a família que nos procurou, a família que disse que a doação era espontânea, que era um desejo de todos. E a gente fica muito feliz em saber que são os frutos de um trabalho árduo que começou no último mês de setembro e que requer tempo para mudar, mas já estamos conseguindo”, disse.

O rim direito foi encaminhado para um homem de 73 anos em Pernambuco, e o rim esquerdo para uma mulher, também pernambucana, de 49 anos. As córneas foram encaminhadas para análise no Banco de Olhos da Paraíba.

“O trabalho da Central de Transplantes é justamente esse, levar informação à população desmistificando todos os preconceitos e esclarecer a importância que é o ato da doação de órgãos,” reforçou Rafaela Carvalho, chefe do Núcleo de Ações Estratégicas da Central Estadual de Transplantes.

Dados – Esse ano a Paraíba já realizou 242 transplantes, sendo 209 de córneas, três de coração, 14 de rins, 11 de fígado e cinco de medula óssea. Ainda há espera por uma doação de córneas 319 paraibanos, três aguardam um coração, 11 precisam de um fígado e 189 estão à espera de um transplante renal.

Serviço – A sede da Central de Transplantes da Paraíba funciona no prédio anexo ao Hospital de Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa. Os telefones para entrar em contato são: (83) 3244-6192 (João Pessoa) e (83) 3310-9252 (Campina Grande).

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *