Cidade no Sertão pode ser escolhida para estudo de imunização em massa com Sputnik

Após o anuncio da compra de 81 mil doses da vacina russa Sputnik V feito pelo governador João Azevêdo (Cidadania), o secretário de Gestão Hospitalar do Estado, Daniel Belrammi, confirmou nesta quarta-feira (16), que a cidade de Sousa, no Sertão da Paraíba, pode fazer parte de um estudo de imunização em massa de forma similar ao que aconteceu na cidade de Serrana, no interior de São Paulo.

“É uma das possibilidades de uso, não necessariamente o uso exclusivo, mas é claro que pensamos e estamos trabalhando sim com essa possibilidade”, afirmou Daniel Belrammi durante entrevista ao Sistema Arapuan de Comunicação.

Antes, Daniel apontou que as doses poderão ter multifunções e ajudar a completar a cobertura vacinal. “Temos grupos que estão em aberto e que também vai nos ajudar a fazer esse empreendimento científico muito importante que é ajudar o Brasil conhecer a efetividade da vacina”, afirmou o secretário.

Sobre o estudo
Chamado de Projeto S, o estudo na cidade do interior paulista teve início no dia 17 de fevereiro deste ano com o objetivo de vacinar toda a população adulta da cidade para avaliar a efetividade. Com o fim da vacinação em massa, a cidade viu reduzir em 95% o número de mortes por Covid-19. Já o número de casos sintomáticos da doença caiu 80%. A quantidade de hospitalizações teve uma queda de 86%.

 

 

Fernando Braz

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *