Ex-prefeito entra na mira do MP por supostas irregularidades em dispensa de licitação da Covid

A promotora de Justiça, Anita Bethânia Rocha, determinou a instauração de Procedimento Preparatório nº 015.2021.002221 para apurar possíveis irregularidades na dispensa de licitação Covid-19 no município de Cruz de Espírito Santo. À época o município era gerido pelo então prefeito Pedrito.

A medida foi publicada na edição dessa sexta-feira (5), do Diário Oficial Eletrônico do Ministério Público da Paraíba.

De acordo com a publicação, a dispensa de licitação Covid-19 foi registrada com o nº 003/2020.

Durante a pandemia, as prefeituras podiam efetuar despesas para aquisição de insumos para o combate à Covid e sem a necessidade de realizar licitação.

O documento não detalhou quais seriam as possíveis irregularidades e nem o eventual prejuízo causado ao município.

A reportagem disponibiliza o espaço para que os citados manifestem suas versões a respeito dos fatos.

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *