Gaeco propõe observatório que auxilie combate à corrupção

Durante o evento promovido pelo Fórum de Combate à Corrupção (Focco-PB), neste sábado (9), o coordenador do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público da Paraíba, Octávio Paulo Neto, fez criticas a gastos públicos sem explicações.

Além disso, ele propões um observatório com uso de ferramentas digitais que auxiliem o combate à corrupção. “A ideia nossa é desenhar um observatório, que é uma ideia até de Dr. Catão, onde a gente congregue ferramentas analíticas, ferramentas de instrumentalização digital para que a gente possa de fato educar os chamados conectores conectados, pessoas com um mínimo de consciência para transferir conhecimento de maneira abalizada”, afirmou

De acordo com Octávio Paulo Neto, o que se percebe o que mais é que necessário saber não apenas o dado, mas as perguntas. É necessário deixar claro para a população do que tratam os dados que são apresentados. Além disso, fez críticas aos gastos públicos sem explicações e de falas de políticos que acabam enganando a população. Criticou ainda sites como o da Assembleia Legislativa da Paraíba que não deixa claro. “É uma vergonha. Você não sabe nada da Assembleia”, disse.

 

Portal Paraíba

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.