Geraldo Medeiros afirma que, após chegada das doses, imunização infantil será imediata: “É inconcebível obstacular a vacinação das nossas crianças”

O secretário de Saúde Geraldo Medeiros falou sobre a vacinação das crianças entre 5 e 11 anos contra a Covid-19, na Paraíba, neste sábado (25). Ele disse que o estado não vai exigir a prescrição médica para aplicar as doses como está recomendando o Ministério da Saúde, e que após as chegada dos imunizantes, a aplicação será imediata.

“Não vamos exigir absolutamente nada para vacinar as crianças. (…) Não há sentido, é inconcebível obstacular a vacinação das nossas crianças. Assim que as vacinas forem enviadas à Paraíba, as crianças do estado serão vacinadas, no sentido de salvá-las”, disse em entrevista a TV Cabo Branco.

Medeiros disse ainda que a decisão da Paraíba de vacinar as crianças, sem seguir a recomendação do MS, é imprescindível diante do avanço da variante ômicrom em outros países.

“Nós temos aí o exemplo da África do Sul, com 21 crianças que morreram em 15 dias, mais de 350 crianças internadas em UTI, com a chegada da variante ômicrom. Estados Unidos com 320 mil casos diários, o Reino Unido com 122 mil casos diariamente, e então o Brasil, que estará chegando com maior intensidade a variante ômicrom, e em alguns meses nós teremos a sua transmissão comunitária, consequentemente.

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.