Inflamação na medula suspendeu testes da vacina de Oxford para coronavírus

A vacina produzida pela AstraZenec em parceria com a Universidade de Oxford teve a sua terceira e última fase de testes suspensa na última terça-feira (8), devido a complicações em um paciente. O motivo seria uma inflamação na medula espinhal observada em um voluntário, de acordo com o jornal New York Times.

Durante os testes, o voluntário descobriu que tinha mielite transversa, uma síndrome inflamatória que afeta a medula espinhal. O problema costuma ser decorrente de infecções virais.

Não se sabe se o diagnóstico do paciente está diretamente relacionado à vacina da AstraZeneca. Por consequência, o imunizante foi suspenso em seu período de testes. O Brasil participa do estudo através de parceria com a Fiocruz.

 

Uol

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *