Juízes paraibanos e seus familiares terão “auxílio” do Tribunal de Justiça para pagar planos de saúde

Os juízes paraibanos e seus familiares terão “auxílio” do Tribunal de Justiça (TJPB) para pagar planos de saúde. A proposta do presidente do TJPB foi aprovada, na quarta-feira (19), pelo Pleno e institui o Programa de Assistência à Saúde Suplementar à magistratura estadual.

De acordo com o Sindicato dos Técnicos e Analistas do Poder Judiciário da Paraíba (Sintaj) e da Associação dos Servidores da Secretaria do Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba (ASSTJE), há dois dias a matéria havia sido alvo da deliberação por parte do Comitê Orçamentário e os sindicalistas se manifestaram posicionado contrário à aprovação da proposta.

A denúncia trazida pelo sindicato e associação é que de a administração do Tribunal de Justiça repassou que o gasto anual estimado com a proposta é na ordem de R$ 4,7 milhões e irá beneficiar 261 magistrados paraibanos.

Conforme o Ato da Presidência de nº 34, publicado no Diário de Justiça desta quinta-feira (20), como o ClickPB apurou, cada magistrado receberá por mês R$ 1.520,00, destinado ao ressarcimento de despesas médicas dos magistrados e de seus dependentes.

Para o Sintaj e ASSTJE, apesar das gravíssimas consequências econômicas, sociais e para a saúde pública decorrentes da pandemia de Covid-19, a aprovação desta proposta causa estranheza e indignação, principalmente pois estão no topo da pirâmide. Enquanto os servidores do Judiciário da Paraíba continuam amargando dificuldades, sem reposição salarial há quatro anos, forçados, diuturnamente, a garantir maior produtividade ao Judiciário estadual através de metas inatingíveis, são ignorados em suas demandas financeiras.

 

 

Click PB

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *