Mãe confessa agressões e é autuada em flagrante suspeita de morte de bebê

A mãe do bebê de um ano e quatro meses morto após supostos maus tratos, foi autuada em flagrante, suspeita de tortura. A mulher foi encaminhada para a carceragem da Central de Polícia de João Pessoa e deve passar por audiência de custódia, nesta sexta-feira (1). Ela confessou ao delegado Aldrovilli Grisi, que agrediu a criança.

O bebê deu entrada no Hospital de Trauma de João Pessoa na noite de quarta-feira (30) com vários ferimentos e morreu na manhã de quinta-feira (31). A mãe levou a criança, a princípio, para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Cruz das Armas, mas devido à gravidade ela precisou ser transferida para o Trauma, onde foi intubada, em estado grave.

A mãe contou à equipe médica que a criança havia sofrido uma queda da cama, porém a equipe identificou “marcas sugestivas de violências” no corpo do bebê. A informação é do delegado Rodolfo Santa Cruz. A polícia foi acionada pelos profissionais do Trauma que perceberam os supostos hematomas.

Segundo o médico Laércio Bragante, diretor do Trauma, a criança apresentava sinais de morte encefálica e múltiplas lesões no rosto, crânio e tórax. Ele contou que a pior lesão foi craniana, com grave agressão do cérebro, sangramento intracraniano clássico de trauma provocado, repetido. Além disso, o médico destacou que o corpo da criança apresentava lesões mais antigas, de até quatro dias.

O delegado destacou que a criança não tem pai conhecido na certidão de nascimento, mas procura o namorado da mãe para esclarecimentos. A mulher tem ainda outros dois filhos – um casal – que foram acolhidos em uma casa de permanência por questões de segurança. O Conselho Tutelar vai buscar a família da criança para saber onde os dois irmãos vão ficar futuramente.

 

Portal Paraíba

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.