‘Mãe provoca aborto e paga mototaxista para dar fim ao feto’

A Polícia Civil está investigando uma mulher suspeita de ter provocado um abordo em Patos e contratado um mototaxista para dar sumiço ao feto. O caso segue sendo investigado pelo delegado Sylvio Rabelo, da Distrital da cidade sertaneja.

Segundo ele, “a genitora, que teria provocado o aborto com substância conhecida como chá preto, colocou o feto em um saco de plástico e pagou um mototaxista para jogar o feto fora”.

O delegado relatou que o “feto foi encontrado, após informações e várias diligências, e as investigações foram abertas”. Ele acredita que, pelas informações obtidas pela polícia, pode haver outras pessoas envolvidas no crime”.

“Essas pessoas serão ouvidas e responsabilizadas nas suas participações, caso ficar comprovado a participação delas no crime. Nós estamos ainda na fase de oitivas e requisições de laudos periciais. Teremos 30 dias para a conclusão do inquérito”, concluiu o delegado.

 

 

 

 

 

Sistema Arapuan

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *