Malta é o primeiro país a alcançar imunidade de grupo contra a covid-19

A ilha de Malta, na Europa, foi o primeiro país a alcançar a chamada imunidade de grupo contra a covid-19. A informação é do ministro da Saúde do país, Chris Fearne, que afirmou que 70% da população adulta já foi imunizada com pelo menos uma dose. Com isso, a partir de julho, o uso da máscara deixará de ser obrigatório, se o número de contágios permanecer baixo.

De acordo com a RTP, o governo maltês ampliou a vacinação a grupos acima de 16 anos e o próximo passo será vacinar maiores de 12 anos, porém o governo ainda espera uma confirmação das autoridades europeias sobre a possibilidade de vacinar essa faixa etária.

Fearne afirmou que as vacinas estão sendo administradas uma a cada cinco segundos e que 42% da população adulta já receberam as duas doses.

Em Malta, na última semana, foi registrada uma média de três novos casos de covid-19 por dia, o que corresponde a 0,2%. Em meados de março, no pico da pandemia, chegaram a ser registrados 300 casos por dia.

A partir de julho, se os números permanecerem baixos, o ministro da saúde anunciou que poderá suspender a obrigatoriedade do uso de máscaras ao ar livre para pessoas vacinadas. Assim como será suspensa a obrigatoriedade do uso do item para os banhistas em todas as praias da ilha do Mediterrâneo. Além disso, as restrições a ginásios e piscinas também foram suspensas e o horário de fechamento de restaurantes, cafés e bares foi estendido até meia-noite, antes estava restrito a 17h.

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *