Marcelo Queiroga demite chefe do Ministério da Saúde no Rio de Janeiro

O ministro Marcelo Queiroga demitiu o coronel George Divério do cargo de superintendente do Ministério da Saúde no Rio de Janeiro. A exoneração foi publicada hoje no Diário Oficial.

Nomeado ainda na gestão de Eduardo Pazuello, de quem é próximo, Divério foi o responsável por fechar contratos de R$ 29 milhões para duas reformas em prédios do ministério, ambas com dispensa de licitação e com empresas que já haviam trabalhado para ele outras vezes.

A AGU, entretanto, não aceitou as justificativas para as obras e os contratos acabaram desfeitos.

Os locais em que seriam feitas as reformas, em plena pandemia, eram um galpão usado como arquivo de documentos e um prédio no Centro do Rio, na Rua México.

A propósito, este prédio era exatamente onde estava situado o gabinete de Gama e Silva, ministro da Justiça do general Costa e Silva. Gama e Silva foi cérebro e o redator do AI-5, que, em parte, foi produzido no gabinete que o então ministro tinha no imóvel.

 

 

MSN

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *