Moraes determina bloqueio de contas de 43 financiadores de atos antidemocráticos

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou o bloqueio de 43 contas ligadas a pessoas e empresas suspeitas de financiar atos antidemocráticos de bolsonaristas inconformados com o resultado da eleição presidencial de 2022.

A decisão, de acordo com o Metrópoles, foi assinada no último sábado (12/11).

O bloqueio das contas, segundo o ministro, é “necessário, adequado e urgente, diante da possibilidade de utilização de recursos para o financiamento de atos ilícitos e antidemocráticos”.

Moraes ainda determinou a coleta de depoimentos pela Polícia Federal, em até dez dias, dos possíveis financiadores dos atos.

Para o magistrado, os manifestantes desrespeitam o direito de reunião pacífica previsto na Constituição e propagam “o descumprimento e desrespeito ao resultado do pleito eleitoral”.

Veja a lista de empresas com contas bloqueadas:

1. AGRITEX COMERCIAL AGRICOLA LTDA

2. AGROSYN COMERCIO E REP. DE INSUMOS AGRIC

3. AIRTON WILLERS

4. ALEXANDRO LERMEN

5. ARGINO BEDIN

6. ARRAIA TRANSPORTES LTDA

7. ASSIS CLAUDIO TIRLONI

8. BANCO RODOBENS S.A

9. BERRANTE DE OURO TRANSPORTES LTDA

10. CAIRO GARCIA PEREIRA

11. CARROCERIAS NOVA PRATA LTDA

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.