MPF denuncia 4 ex-prefeitos da Paraíba investigados nas operações ‘Recidiva’ e ‘Desumanidade’

Quatro ex-prefeitos da Paraíba foram denunciados à Justiça pelo Ministério Público Federal (MPF) após perderem o foro privilegiado, com o fim dos seus respectivos mandatos. As denúncias são resultado de investigações no âmbito das operações ‘Recidiva’ e ‘Desumanidade’, deflagradas no Sertão do Estado e que investigam fraudes em licitações, empresas fantasmas e desvios milionários.

São 6 denúncias apresentadas à Justiça Federal. Juntas, elas apontam indícios de desvios em recursos públicos no montante de R$ 11,4 milhões. A informação foi veiculada pelo blog ‘Pleno Poder’ e confirmada pela reportagem do Polêmica Paraíba.

Em relação à Operação Desumanidade, o alvo é o prefeito de Malta (PB), Manoel Benedito de Lucena Filho, mais conhecido como Nael Rosa, supostamente envolvido no desvio de recursos públicos. Segundo o MPF, antes de eleger-se prefeito de Malta, em outubro de 2012, Nael Rosa era construtor e sócio administrador, com 98% das cotas sociais, da empresa Construtora Santa Rosa Ltda. A sede da construtora é na residência do prefeito e foi, entre 2007 e 2011, recorrente executora de obras para o município.

Já no âmbito da Recidiva, o MPF denunciou o ex-prefeito de Teixeira, Edmilson Alves dos Reis, mais conhecido como Nego de Guri; o ex-gestor de Imaculada, Aldo Lustosa da Silva; e o ex-prefeito de Emas, José William Segundo Madruga. No caso de segundo Madruga e Nego de Guri, os dois são alvos de duas denúncias cada um.

As investigações apuram a existência de supostos esquemas de fraudes e desvios em obras públicas executadas nessas cidades por construtoras.

 

 

Polêmica Paraíba

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *