O doutor queimou-se antes de tomar posse

“A caminho da marca de 300 mil mortos por Covid, o país foi brindado com um espetáculo inusitado”, diz Josias de Souza.

“Numa entrevista ao lado de Pazuello, na Fiocruz, Queiroga recitou o bordão do novo chefe: ‘Brasil acima de tudo, Deus acima de todos’. É como se o futuro ministro, às vésperas de assumir o desafio, acalentasse a esperança de que do fundo do caos sanitário surja uma solução divina.

Queiroga faz bem em unir seus conhecimentos médico-científicos ao misticismo. Ao desfilar pela conjuntura na companhia de Pazuello, o doutor queimou-se antes de tomar posse.”

 

https://www.oantagonista.com/

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *