‘Operação Petra’: Polícia prende suspeitos investigados por homicídio e estupro de vulnerável

A Polícia Civil da Paraíba deflagrou a ‘Operação Petra’ para cumprir mandados de prisão e busca e apreensão contra investigados por homicídios e estupro na região do cariri paraibano.

Nesta fase, foram cumpridos três mandados de prisão, sendo dois em relação aos investigados por assassinatos praticados no Congo e em Ouro Velho, e um mandado em relação a um estupro de vulnerável ocorrido em São João do Cariri.

O homicídio de Ouro Velho ocorreu no dia 24 de janeiro deste ano, quando Severino Lourenço da Silva Júnior foi morto a pedradas, após sair de uma boate, naquela cidade. O suspeito de ter cometido o crime é um homem de 24 anos de idade, que fugiu para a cidade de Canhotinho (PE), onde foi preso hoje pelas equipes policiais da Paraíba.

Já o assassinato do Congo ocorreu no dia 04 de fevereiro deste ano. Cícero Magalhães foi morto com diversos disparos de arma de fogo, pelo motivo fútil de a vítima ter danificado, involuntariamente, cabos de energia elétrica da residência da mãe do suspeito, enquanto transportava madeira para vender.

O investigado desse crime se apresentou à delegacia na quarta-feira, 16, acompanhado de um advogado. Durante o interrogatório, ele preferiu se manter em silêncio.

Estupro de vulnerável

Ainda dentro da Operação Petra, a Polícia Civil prendeu um idoso de 70 anos de idade, investigado pelo crime de estupro de vulnerável. O caso foi registrado no dia 11 de fevereiro, na Delegacia de São João do Cariri. A vítima foi submetida a exames periciais, e o mandado de prisão expedido em desfavor do investigado foi cumprido hoje, na zona rural do mesmo município.

 

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.