Paraíba registra queda de 65% nos ataques a bancos entre janeiro e agosto

O trabalho das forças de Segurança da Paraíba resultou na redução de 65% nos ataques a bancos entre janeiro e agosto de 2020. Durante esse período, mais de 3.800 operações de prevenção e repressão qualificadas foram realizadas no Estado e 2.322 armas de fogo foram retiradas das ruas. O balanço das ações desenvolvidas por policiais militares e civis e bombeiros militares foi apresentado pelo governador João Azevêdo nesta segunda-feira (21), durante o programa semanal ‘Fala, governador’, transmitido em cadeia estadual pela Rádio Tabajara.

De acordo com o governador João Azevêdo, a redução nos ataques a bancos é resultado da criação da força-tarefa criada no ano passado voltada ao enfrentamento dos crimes contra o patrimônio, com foco nas ações contra instituições bancárias. “Esse é um esforço da nossa inteligência e do reforço das nossas delegacias especializadas no interior, a exemplo da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos na cidade de Patos e da Delegacia Especializada de Combate à Corrupção no Estado, que já têm dado resultados em 2020”, comentou o gestor.

Os números também apontam uma queda de 16% nos roubos e furtos de veículos, uma diminuição de 12% nas mortes por acidentes de trânsito e em 2.340 veículos recuperados. Também houve a redução de 67% nos roubos a transportes coletivos; 26% nos roubos a pessoa; e 20% nos roubos a estabelecimentos. Além disso, 1.872 quilos de drogas foram retirados de circulação e 11.241 pessoas foram presas, sendo 1.588 por crimes graves.

Já o trabalho do Corpo de Bombeiros Militar totalizou em 77 vidas salvas no socorro de vítimas de tentativa de homicídios. Além disso, 1.624 pessoas foram resgatadas pelos bombeiros militares em casos de acidentes de trânsito.

Assessoria

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *