Paraíba tem o terceiro menor índice de assassinatos do Nordeste

A redução de homicídios na Paraíba teve destaque no Anuário do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), divulgado na manhã desta quinta-feira (15). Segundo a publicação, em 2020, o estado teve o terceiro menor índice de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) – homicídios dolosos ou qualquer outro crime doloso que resulte em morte, no Nordeste, com uma taxa de 28,9 mortes por cem mil habitantes, perdendo apenas para Piauí e Maranhão. A Paraíba também aparece com a segunda maior redução acumulada de homicídios na região, no período de 2011 a 2020, saindo de 44 assassinatos por cem mil habitantes e gerando uma queda de 34,3% na taxa, em relação às mortes no ano passado. A maior redução foi de Alagoas (51,1%).

Outra informação trazida pelo anuário é que em 2020 o estado obteve a quarta menor taxa de mortalidade por intervenção policial do país, com 0,9 ocorrências por cem mil habitantes, e a terceira menor proporção entre essas mortes no total de CVLI.

Em relação aos crimes contra o patrimônio, segundo o FBSP, no ano passado a Paraíba teve uma redução de 22,8% nos roubos e furtos de veículos e alcançou a menor taxa do Nordeste nesse tipo de ocorrência. Nos roubos em geral, a queda foi de 21,2%, fazendo com que o estado alcançasse também a menor taxa do Nordeste e a quarta menor em todo o país.

Para o secretário da Segurança e da Defesa Social, Jean Nunes, os números refletem o resultado do trabalho de policiais militares, policiais civis e bombeiros militares e a atenção que o Governo do Estado tem dado às demandas da Segurança Pública. “O ano passado foi de grandes desafios e tivemos a pandemia, que requereu também o empenho de nossas tropas. Mesmo com o aumento de CVLI, fenômeno que aconteceu em todo o Nordeste, nos destacamos em nossa região e no Brasil, nos indicadores de assassinatos e de roubos, mantendo ainda a baixa letalidade de nossas polícias. Intensificamos as nossas ações de prevenção e repressão e tivemos a quinta maior taxa de apreensão de armas de fogo por 100 mil habitantes no país e a maior do Nordeste. E além disso, somos ficamos em quinto lugar no Brasil com maior participação da Segurança Pública nas despesas realizadas pelo Estado”, frisou.

Qualidade de informações – A metologia multifonte e o zelo com a transparência dos dados colocou a Paraíba em 8olugar no Brasil, no ranking de qualidade de informações de violência. Com a avaliação, o estado continua pertencendo ao Grupo 1 das estatísticas mais confiáveis do país.

Em 2011, a Secretaria da Segurança e da Defesa Social criou o Núcleo de Análise Criminal e Estatística (Nace), responsável por contabilizar os números de ocorrências e ações de enfrentamento à violência na Paraíba. Hoje, o núcleo trabalha com indicadores de CVLI e também de Crimes Violentos Patrimoniais, fazendo uma análise não só quantitativa, como também qualitativa dos dados.

 

Wscom

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *