Paraíba testou 10,3% da população para Covid-19, até setembro

O IBGE constatou, através da PNAD Covid-19, divulgada no último dia 23, que cerca de 10,3% da população da Paraíba havia feito algum teste para diagnóstico da doença até o mês de setembro. O percentual foi o quarto maior do Nordeste, abaixo dos registrados no Piauí (17%), em Sergipe (12%) e no Rio Grande do Norte (10,7%). A média nacional foi de 10,4%.

Ainda conforme os dados obtidos pelo ClickPB, o número de pessoas que fizeram algum teste no estado passou de 367 mil, em agosto, para 415 mil, em setembro. Destas, 57,8% eram mulheres e 42,2% eram homens. Além disso, cerca de 15% eram da faixa etária de 60 anos ou mais de idade e 85% tinham de 0 a 59 anos. A maioria (62,6%) era preta ou parda, enquanto 37,2% eram brancas.

Entre os testes realizados, cerca de 72 mil foram do tipo SWAB, em que o material é coletado com cotonete na boca ou nariz; 226 mil ocorreram por meio do teste rápido, com coleta de sangue por um furo no dedo; e 148 mil por meio do exame com sangue retirado na veia do braço.

Com relação à apresentação de sintomas de síndromes gripais, o levantamento indica que cerca de 5,3% da população do estado esteve nessa condição, em setembro. São considerados pela PNAD COVID19: febre, tosse, dor de garganta, dificuldade para respirar, dor de cabeça, dor no peito, náusea, nariz entupido ou escorrendo, fadiga, dor nos olhos, perda de cheiro ou de sabor, e dor muscular.

Frente à proporção de 14,2%, registrada em maio, que apontava para 572 mil pessoas com algum desses sintomas, o indicador tem registrado queda. Em setembro, o total paraibano chegou a 214 mil pessoas.

Reduções significativas também têm sido verificadas no percentual de pessoas que apresentaram sintomas conjugados, que em maio havia sido de 2,1%, atingiu 0,7% em agosto e chegou a 0,4% em maio. Esse indicador é formado por aqueles que apresentaram um dos três conjuntos de sintomas: perda de cheiro ou de sabor; tosse, febre e dificuldade para respirar; ou tosse, febre e dor no peito. O número de pessoas que se encaixam nesse grupo foi de 18 mil.

Entre aqueles que tiveram algum dos 12 sintomas de síndromes gripais investigados, 22,9% foram a estabelecimento de saúde. Já no grupo dos que apresentaram sintomas conjugados, a ida a estabelecimento de saúde ocorreu em 73% dos casos, com alta diante do índice constatado em agosto (46,5%).

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *