Paraibana consegue fugir de guerra na Ucrânia e retorna à Paraíba com marido e sogra; Chegada está prevista para domingo

Após mais de um mês de guerra da Rússia contra a Ucrânia, a paraibana Silvana Pilipenko conseguiu fugir da cidade de Mariupol, que foi uma das atingidas pelos bombardeios russos. Em entrevista ao ClickPB, nesta sexta-feira (8), o secretário executivo da Secretaria Estadual de Representação Institucional (SERI-PB), Adauto Fernandes, explicou que a chegada dela está prevista para o próximo domingo (10).

A paraibana deixa o país e retorna à João Pessoa, com seu esposo e sua sogra. “Ela conseguiu deixar o país em guerra após duas tentativas. A família já está viajando. O contato é difícil por estarem dentro de trens e aviões. A chegada na Paraíba acontece neste domingo”, disse ao ClickPB.

O salvamento da paraibana aconteceu com a contratação de um motorista feito pelo filho de Silvana, Gabriel Pilipenko, que está na Alemanha e providenciou o transporte para retirar a mãe da Ucrânia.

A última vez que a família teve contato com Silvana foi no dia 2 de março. Desde então parentes dela passaram a procurar o paradeiro da artesã. O drama mobilizou autoridades paraibanas e brasileiras em busca de novos contatos e notícias.

“Aproximadamente 16 paraibanos procuraram a embaixada para regularizar a sua entrada na Ucrânia ano passado. Após a guerra, levantamos informações de paraibanos que foram para países próximos, outros que optaram por permanecer e o caso da Silvana, que preferiu voltar ao Brasil”, disse o secretário ao ClickPB.

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.