Polícia Civil vai investigar suspeitos de terem provocado incêndio em terreno no centro de Patos

Após a divulgação de imagens de câmera de segurança pelo portal Patosonline.com que mostram jovens entrando em terreno baldio no centro de Patos, onde foi registrado incêndio na noite dessa quarta-feira (25), a Polícia Civil vai investigar conduta para averiguar o que de fato aconteceu.

Segundo o comandante do 4º Batalhão de Bombeiros Militar de Patos, Danilo Galvão, a ocorrência foi repassada para a PC, que deverá investigar, com base nas imagens divulgadas, se o fogo foi de fato criminoso e o que teria motivado essa ação.

“Nós verificamos os vídeos que circularam nas redes sociais em que dois homens foram flagrados entrando no terro e, logo após a saída deles, a gente verifica o surgimento do fogo. Então tudo indica que trata-se de um fogo criminoso, até porque era noite, e é praticamente impossível surgir um fogo espontâneo provocado pelo calor. Então não sabemos o que os levou a fazer isso, mas é algo que precisa ser investigado e nós estamos acionando a Polícia Civil para que a investigação chegue a esses homens para que eles possam pagar por este ato aparentemente criminoso. Nós não sabemos exatamente o que aconteceu, pois não conseguimos ver toda a conduta na filmagem, mas fica bastante claro que após a saída deles o fogo inicia”, explicou o comandante.

Danilo Galvão ainda aproveitou para reforçar que colocar fogo em terreno e em vegetação é crime ambiental e prevê multa e até prisão. Segundo ele, esses incêndios provocam grande dano à saúde da população, sobretudo aos mais idosos e crianças de colo. Ele reforçou o recado para que a população evita provocar fogo.

“Como estamos falando constantemente, este problema em Patos é bastante grave, o incômodo da fumaça, lixo em terreno baldio e etc. Graças a Deus esse fogo não passou para outros imóveis, não causou prejuízos a outras pessoas além daquele terreno”, lembrou Galvão.

Reveja as imagens:

Patosonline.com

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.