Polícia Federal investiga uso de dinheiro público em campanha para eleições de setembro em Gado Bravo

A Polícia Federal realiza na manhã desta terça-feira (24) uma operação que investiga possíveis crimes envolvendo abuso de poder econômico e possível uso indevido de recursos públicos para custear despesas de campanha, relacionados às eleições suplementares no município de Gado Bravo, a serem realizadas no próximo dia 12 de setembro de 2021.

Um dos mandados é cumprido na Prefeitura Municipal de Gado Bravo e o outro em uma empresa de comunicação com sede em Campina Grande. Os mandados foram expedidos pelo juízo da 049ª Zona Eleitoral de Queimadas.

Nas eleições de 2020, Evandro Araújo (Cidadania) foi eleito prefeito do município com 2.783 votos (48,36%), tendo Fernando Barbosa (Progressistas) como vice, mas a chapa não assumiu por causa de impasses na Justiça Eleitoral devido a Lei da Ficha Lima.

Quem assumiu o comando da Prefeitura no início deste ano foi o vereador Marcelo Jorge (Partido Liberal), presidente da Câmara Municipal de Gado Bravo. Em maio, o Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) aprovou a resolução que determina nova eleição para os cargos de prefeito e vice-prefeito do município.

 

 

Click PB

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *