Secretário confirma 3ª onda da Covid-19 na Paraíba e diz que é impossível impedir chegada da variante indiana

O secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, confirmou nesta segunda-feira (24) a vigência da 3ª onda de contágio do novo Coronavírus na Paraíba. Ele culpou os excessos e desrespeito aos protocolos de segurança no período do Dia das Mães pela alta no número de casos e internações no Estado.

As unidades de saúde das três macrorregiões estão com números elevados, disse Geraldo.

“Estamos na vigência de uma terceira onda com a ocupação célere nas três macrorregiões. No sertão, temos um índice muito elevado, 94% de UTIs adultos e 93% de enfermaria ocupados. A primeira macro ocupando rapidamente os leitos de UTI e enfermaria. Ontem tivemos que remanejar dois pacientes de João Pessoa para Campina Grande, que também está com o Hospital de Clínicas lotado, 60 leitos de UTI lotados e 50 de enfermaria também ocupados’, disse à rádio Jovem Pan.

O Governo do Estado planeja aumento de leitos nos Hospitais de Trauma de João Pessoa e Campina Grande, revelou Medeiros.

“Isso representa uma preocupação, o Governo está vigilante em relação à ocupação de leitos, teremos ampliação para 70 leitos de enfermaria e 30 de UTI no [Hospital] Humberto Lucena e estamos estudando ampliar no Trauma de Campina Grande para não faltar leitos para o paraibano e paraibana que necessitar”, continuou.

Variante indiana

O secretário relatou que ainda não há casos suspeitos da variante indiana do Coronavírus na Paraíba. No entanto, não há como evitar a disseminação do vírus e chegada ao Estado, declarou.

“Temos 6 casos confirmados em São Luís em um navio… o que temos a convicção é que no mundo globalizado não haverá a possibilidade de impedir a chegada da variante indiana no mundo inteiro. A notícia boa é que tanto a vacina da Pfizer e Aztrazeneca protegem contra essa variante”, disse.

Mais vacinas

Nesta semana, chegarão mais lotes das vacinas Aztranezeca e da Pfizer no Estado. Ainda não foram confirmadas quantas doses serão disponibilizadas.

Ainda haverá uma atraso de 15 dias na chegada da vacina Coronavac, disse Geraldo Medeiros.

 

 

Wscom

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *