Semana Santa tem mais de 200 pessoas presas em abordagens na Paraíba

Um total de 45 armas de fogo foi retirado de circulação na Paraíba em abordagens realizadas durante a Operação Semana Santa 2022, que contou com os órgãos que integram a Segurança Pública da Paraíba. Coordenadas pela Secretaria da Segurança e Defesa Social (Sesds), as ações tiveram início na última quinta-feira (14) e foram finalizadas à meia-noite deste domingo (17). O trabalho integrado também recuperou 38 veículos roubados e 238 pessoas foram presas pela Polícia Militar, em flagrante delito. Vinte e três menores foram apreendidos e 43 mandados de prisão cumpridos do litoral ao sertão.

A operação contou com mais de 7,2 mil policiais e bombeiros e 625 viaturas que integram as equipes da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) e Departamento Estadual de Trânsito (Detran), além do Grupamento Tático Aéreo (GTA) da Sesds, com as aeronaves Acauã 1 e 2 em apoio às operações policiais e ainda a resgates, do litoral ao sertão.

Ao todo 58 pessoas foram detidas em flagrante pela Polícia Civil, nas quatro Regiões Integradas de Segurança Pública (Reisp) do Estado. Foram lavrados 32 Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO) e 20 inquéritos policiais foram instaurados nos quatro dias da Operação. Um total de 415 pessoas foi atendido presencialmente nas delegacias físicas em toda a Paraíba, das quais 24 foram Requisições de Medidas Protetivas de Urgência e 712 procedimentos foram abertos através da Delegacia Online. No mesmo período, 16 casos de Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI) foram registrados, segundo dados do Núcleo de Análise Criminal e Estatística (Nace) da Sesds.

Durante o feriado da Semana Santa, nenhuma ocorrência de afogamento foi registrada em mais de 96 km de litoral, de Lucena a Pitimbu. O Corpo de Bombeiros Militar esteve a postos com um efetivo de 1.267 militares em serviços de proteção e prevenção e com o auxílio de 38 viaturas operacionais e administrativas. Nos quatro dias da Operação Semana Santa 2022 foi realizado um resgate aquático e um atendimento de primeiros socorros foi prestado. Três pessoas foram atendidas pelos Bombeiros Militares após acidentes com caravelas.

De acordo com o secretário de Segurança e Defesa Social da Paraíba, Jean Nunes, as ações integradas atingiram os objetivos e colaboraram para a redução dos delitos e infrações registradas neste período do ano. “O esforço integrado de todos os órgãos e dos gestores ajudou no balanço positivo do nosso trabalho. O cidadão pode aproveitar com segurança o feriadão. O trabalho continua em toda a Paraíba”, ressaltou.

Detran – O Departamento Estadual de Trânsito apreendeu 13 veículos e 91 motoristas foram autuados em flagrante pela prática de infrações ao Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Destes, 33 tiveram suas Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) apreendidas.
Foram fiscalizados 278 veículos e 316 testes de bafômetro realizados, os quais flagraram 56 pessoas dirigindo sob efeito de álcool, durante a Operação Semana Santa. O balanço foi divulgado pela Coordenação de Policiamento e Fiscalização do órgão.

O CTB prevê que os condutores de veículos flagrados sob efeito de álcool estão sujeitos à multa no valor de R$ 2.934,70 e podem responder a processo administrativo de suspensão do direito de dirigir por um ano. Em caso de reincidência, será cobrado o dobro do valor da multa e o infrator poderá responder por processo de cassação da CNH.

Seap – Alinhada com os órgãos operativos da Segurança, a Secretaria da Administração Penitenciária (Seap), por meio da Gerência Executiva do Sistema Penitenciário (Gesipe), participou da Operação Semana Santa 2022 com equipes do Grupo Penitenciário de Operações Especiais (GPOE) e da Força Tática Penitenciária em todo o estado.

O trabalho foi intensificado nas unidades prisionais da região de Campina Grande, com reforço de 16 policiais penais e executados através da integração de todas as força

 

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.