Suspeitos de matar estudante dentro de escola são presos

Foram presos nessa quarta-feira (6), no bairro Colinas do Sul, em João Pessoa, dois suspeitos de matar o estudante João Victor, de 18 anos. O crime aconteceu no dia 2 de junho, dentro de uma escola.

A Delegacia de Homicídios da Capital foi responsável pelas prisões. De acordo com a delegada Luiza Correia, foram cumpridos dois mandados de prisão preventiva contra os suspeitos, relativos a um homicídio e uma tentativa praticados na região.

A polícia investiga se o material genético encontrado em uma máscara e um chinelo, deixados na cena do crime, bate com o DNA dos suspeitos. Eles foram ouvidos e, em seguida, encaminhados para o Instituto de Polícia Civil (IPC). Segundo a delegada, eles liderariam o crime na área, custeados pelo tráfico de drogas e de armas.

Os suspeitos chegaram a negar a crime, mas em seguida informaram que o alvo do homicídio seria outro jovem com o mesmo nome e que também jogava futebol. Segundo os suspeitos, o jovem que seria o alvo pertenceria a uma facção criminosa.

O pai da vítima informou, à época, que o filho tinha assinado contrato com o clube Santa Fé, de Pernambuco, 15 dias antes do crime. E que o garoto não havia estreado porque estava chovendo muito em Recife. A família não sabia explicar a motivação do crime, se estaria ligado a alguma namorada ou inveja.

Câmeras de segurança instaladas na região do crime flagraram os suspeitos. As motivações ainda são investigadas.

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.