Primeiro feriadão após a abertura das praias em João Pessoa, Corpo de Bombeiros alerta para riscos de afogamentos e recomenda que evitem aglomerações

Este é o primeiro feriadão após a abertura das praias e flexibilização das atividades comerciais de João Pessoa durante a pandemia do novo coronovírus. Por conta disso, o fluxo de pessoas no Litoral paraibano deve aumentar e a atenção deve ser redobrada. O Corpo de Bombeiros alerta para as aglomerações e a prevenção de acidentes. Somente este ano foram registrados 75 afogamentos em toda a Paraíba. Há aproximadamente 60 guardas-vidas distribuídos na faixa litorânea. O número de óbitos não foi divulgado.

Conforme informações repassadas pelo Corpo de Bombeiros ao portal ClickPB, os graus de afogamento vão de 01 a 06. Sendo o primeiro grau o mais leve, no qual a vítima apresenta somente tosse e o último grau é o mais grave, sendo caracterizado por uma parada cardiorrespiratória. Entre as principais causas de afogamentos estão relacionados às vítimas que não sabem nadar e mesmo assim desrespeitam as orientações de segurança do Corpo de Bombeiros.

As praias consideradas mais perigosas na Paraíba são Gramame Sul devido à forte correnteza e Praia Bela por ser uma região com grandes ondas e mar agitado. O Corpo de Bombeiros informou ao portal que, apesar da pandemia, tem feito um forte trabalho nas redes sociais e na imprensa. Os guarda-vidas estão realizando rondas constantemente orientando a população sobre prevenção aos acidentes no mar.

Além disso, o Corpo de Bombeiros recomendou que se possível, fiquem em casa até acabar o período de pandemia. No entanto, caso aconteça de ir às praias do Litoral paraibano, evitem locais com aglomeração e siga as recomendações do Corpo de Bombeiros no tocante a prevenção e afogamentos.

Dicas de prevenção a afogamentos:

  • Não usar flutuadores não homologados, ex: câmaras de ar, colchões infláveis, entre outros.
  • Não se alimentar demasiadamente caso haja o desejo de entrar no mar.
  • Quando no mar manter a criança a, no máximo, um braço de distância.
  • Nunca nadar grandes distâncias, mar a dentro.
  • Nunca nadar sem a observação de uma outra pessoa.
  • Não saltar de locais elevados, pois podem existir pedras ou bancos de areia submersos.
  • Procurar praias que tenham guarda-vidas.
  • Caso presencie um afogamento, lançar à vítima um objeto flutuante para que possa se apoiar. Não se aproxime para não se tornar mais uma vítima.
  • Gravar o número 193 para, caso haja a necessidade, ligar para os Bombeiros.

 

Click PB

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *