Com mais 3.693 óbitos, Brasil se aproxima das 350 mil mortes por covid-19

 

Enquanto a classe política discute a instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a atuação do governo federal na pandemia da covid-19, o novo coronavírus continua se alastrando pelo país. Nesta sexta-feira (9/4), o Brasil registrou o segundo maior número de contágios desde o início da pandemia, 93.317, e se aproximou ainda mais da marca de 350 mil mortes.

De acordo com o balanço diário do Ministério da Saúde, o novo a doença provocou a morte de 3.693 brasileiros nas últimas 24 horas. Com isso, 348.718 brasileiros já perderam a vida em razão do vírus. É possível, portanto, que o país atinja a casa das 350 mil mortes neste fim de semana, já que a média diária de mortes vem batendo recordes nos últimos dias. No mundo, só os Estados Unidos, que hoje veem uma desaceleração dos casos de covid-19 em decorrência da vacinação, atingiram esse patamar de mortes.

No Brasil, no entanto, a doença continua avançando com força. De acordo com o Ministério da Saúde, 93.317 brasileiros contraíram o vírus nas últimas 24 horas. Foi o segundo maior número de contágios em um dia desde o início da pandemia. Segundo os dados do governo, só houve mais casos confirmados no dia 25 de março deste ano, quando o país contabilizou mais de 100 mil novos infectados em 24 horas.

Com os dados desta sexta-feira, a média móvel de mortes voltou a crescer e bateu 2.930 nos últimos sete dias, segundo o painel de covid-19 do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass). A média móvel de casos também subiu, chegando a 66.156 contágios.

 

 

Uol

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *