Conselho Estadual de Saúde inicia seminário para discutir a saúde do Homem

O conselho Estadual de Saúde (CES), em parceria com a Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Campus I, em João Pessoa,  iniciou nesta quarta-feira (24)  o  “I Seminário sobre Aplicabilidade: Avanços e Entraves da Política Pública da Saúde dos Homens na Região Nordeste”.  O evento, que está sendo realizado nas modalidades presencial e online,  vai até a sexta-feira (26).

Participaram da abertura o Presidente e a vice do Conselho Estadual de Saúde, Eduardo Cunha e Samara Andrade, respectivamente, a Secretária Executiva de Saúde, Renata Nóbrega, conselheiros estaduais de saúde, dentre outras autoridades.

Logo após a abertura aconteceu a apresentação do documentário: “O Silêncio dos Homens”. Durante toda a programação vários temas serão debatidos por meio de mesas de diálogo a exemplo do  “Financiamento da Política Nacional dos Homens”; “Práticas Integrativas Voltadas à Saúde do Homem”, “ A Integralidade da Saúde do Homem”, “ O Impacto das Drogas na Saúde do Homem”; “ Higiene do Homem e sua Saúde Mental”,  “Práticas Integrativas sobre: Educação Postural e Acupuntura”  e, fechando a programação,  uma mesa livre com debates sobre a Política de Atenção Integral à Saúde do Homem”.

O conselheiro estadual de saúde e um dos organizadores do Evento,  Pedro Paulo, explicou que o Seminário tem como objetivo contribuir com o processo de melhorias dos serviços de saúde ofertados  bem como promover uma aproximação maior destes para com as políticas já existentes, principalmente na atenção a saúde básica que muitas vezes impede que os homens  recebam atendimento de média e alta complexidade.

O presidente do Conselho Estadual de Saúde, Eduardo Cunha explicou que o seminário tem como objetivo o incentivo para a aplicabilidade da Política Pública de Saúde Integral dos Homens na região Nordeste, buscando ampliar  o acesso dos homens  na Atenção Básica.

Eduardo Cunha alertou sobre a importância e o destaque que o Ministério da Saúde deve dar com relação ao assunto. De acordo com ele, a saúde do homem sempre foi cuidada pela mulher. “Temos que discutir o que se pode fazer para adotarmos políticas públicas que possam ser implantadas de forma efetiva para que garantir a saúde do homem”, destacou.

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *