Corpo de José Maranhão, chega ao Aeroporto Castro Pinto, JP; Veja vídeos

Ao desembarcar  no Aeroporto Castro Pinto, em João Pessoa, o corpo do senador será levado em um caminhão do Corpo de Bombeiros, primeiramente, à sua casa, no Altiplano e, em seguida, para o Palácio da Redenção, onde será velado.

O cortejo contará com guarda de honra e a execução da marcha fúnebre pela banda da Polícia Militar. Após o velório na capital paraibana, Maranhão será levado em carro funerário para Araruna, cidade natal do parlamentar, onde será enterrado.

Desde a  noite de ontem, quando foi anunciada a morte do senador,  autoridades políticas e civis usaram as redes sociais para lamentar a morte de José Maranhão.

Luto na política

O senador José Maranhão (MDB-PB) morreu, na noite desta segunda-feira (8), vítima de covid-19. Ele estava internado desde o último dia 29 de novembro, quando testou positivo para a doença.

No início de janeiro, a suplente Nilda Gondim assumiu a vaga no Senado devido a licença para tratamento de saúde protocolada por Maranhão. Até então Maranhão era o político paraibano mais antigo em atividade no estado.

Conheça o perfil e a trajetória política do Senador José Maranhão:

Perfil

José Targino Maranhão, mais conhecido como Zé Maranhão (Araruna), 6 de setembro de 1933), era empresário e político brasileiro, atualmente senador pela Paraíba, filiado ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB). Foi deputado estadual, deputado federal, vice-governador e governador do estado da Paraíba em três ocasiões.

É filho de Benjamim Gomes Maranhão, ex-prefeito de Araruna, e de Dona Benedita Targino Maranhão (Dona YaYá). Casado com a Desembargadora Maria de Fátima Bezerra, é pai de Maria Alice, Leônidas e Letícia. Tem dois netos: José Neto e Maria de Fátima.

Começou a sua carreira política, eleito deputado estadual em 1955 pelo PTB, partido pelo qual volta a ser eleito deputado estadual por mais dois mandatos consecutivos. Em 1967, se filiou ao MDB, pelo qual voltou a ser eleito deputado estadual, ficando no cargo até 1969.

Em 1982, elegeu-se deputado federal constituinte, voltando a se eleger ao cargo em 1986, na legislatura 1987 – 1991. Em 1990, voltou a concorrer a uma vaga de deputado federal, sendo eleito para o período 1991 – 1994.

Em 1994, foi eleito vice-governador na chapa de Antônio Mariz, aonde acaba assumindo o mandato em virtude da morte do titular, cerca de dez meses depois de ter assumido o mandato de governador. Em 1998 disputa a candidatura à reeleição ao governo do estado pelo PMDB. Na eleição para governador, é eleito com cerca de 80% dos votos válidos, sendo o governador mais votado do país naquele ano em termos percentuais.

Em 2014, foi indicado pelo seu partido como candidato a senador da república, cargo pelo qual se elege pela segunda vez com 647.271 votos (37,12% dos votos válidos).

Em fevereiro de 2015, já no início da nova Legislatura no Congresso, foi eleito Presidente da mais disputada Comissão do Senado: a de Constituição, Justiça e Cidadania, para o biênio 2015/2016. Em março de 2015 assumiu a presidência da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), e permaneceu no cargo até dezembro de 2016.

Nas eleições de 2018, tentou um quarto mandato de governador pelo MDB. Ficou em terceiro lugar. Em 2019, prossegue seu mandato de oito anos como Senador representante da Paraíba. Atualmente, era membro titular da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania; da Comissão de Educação, Cultura e Esporte; e da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado.

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *