Guedes diz que queda de 9,7% do PIB já era esperada mas que o país se recupera de crise

O ministro Paulo Guedes (Economia) declarou nesta terça-feira (01) que a queda de 9,7% do PIB era esperada e representa um “som distante” do início da pandemia de covid-19. Para Guedes, a economia brasileira já está se recuperando da crise do novo coronavírus.

“É o que todo mundo previa, uma queda de 10% do PIB. Foi o impacto inicial, uma queda de aparentemente 10%. Mas é um som distante. Um som do impacto da pandemia lá atrás”, alegou Guedes, em audiência pública do Congresso Nacional nesta terça-feira (01), logo após o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informar que a economia brasileira desabou 9,7% entre abril e junho, no auge da pandemia do novo coronavírus. “Chegou agora o som da queda inicial do PIB, só que a realidade já é outra. É o som de um passado distante”, acrescentou.

Segundo Paulo Guedes, o PIB do segundo trimestre captura a queda brusca de atividade registrada no início da pandemia, em abril. Mas garantiu
que o Brasil não ficou nesse nível deprimido de atividade, graças à articulação de medidas emergenciais entre o Executivo e o Congresso. E lembrou que, por isso, a economia brasileira já deu sinais de reação após o choque de abril. O início da reação foi sentido por dados antecedentes como o consumo de energia, a emissão de notas fiscais eletrônicas e a arrecadação, mas também pelo desempenho de setores como o comércio e a indústria e pela geração de postos de trabalho formal, que chegaram a apresentar resultados positivos em julho.

“Mais importante que a média sobre a média é observar que abril foi o piso, como se fosse 85%, maio já é 90% e junho já é 95%. A economia já começa a retomada em V, mas o registro do segundo trimestre ainda é de queda de 10%”, afirmou Guedes. “O Brasil já está voltando em V”, repetiu.

O ministro garantiu, então, que, apesar esse choque inicial, o PIB do Brasil não vai cair 10% ao fim de 2020, como chegaram a prever alguns analistas e alguns organismos internacionais. “10% pode ser o impacto inicial, mas não quer dizer que o PIB brasileiro vai cair 10%. Hoje, todas as estimativas são de queda entre 4% e 5%, praticamente a metade desse som que está chegando agora de um passado distante”, assegurou Guedes.

 

IG

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *