Homem é espancado por populares após ser confundido com Lázaro, em Campo Grande

Depois de ter sido espancado nessa terça-feira (22), um homem de 27 anos, identificado apenas como Brendo, tentou, mas não conseguiu socorro enquanto perambulava e pedia ajuda às margens da BR-262, próximo ao autódromo de Campo Grande. Ele ficou mais de 3h tentando, sem sucesso. O motivo? A semelhança com o serial killer Lázaro, atualmente um dos mais procurados do Brasil.

À polícia, Brendo apresentou documentos e deu detalhes sobre pontos de Campo Grande, o que descartou qualquer possibilidade de se tratar do procurado, apesar da semelhança no tom de pele, barba e cabelos negros.

O homem contou versão de cinema sobre o que ocorreu. Diz ter sido sequestrado por volta do meio-dia, no Bairro Tiradentes. Segundo ele, quatro encapuzados o abordaram e o obrigaram a entrar em um carro preto. De lá, partiram para a região do autódromo.

Já no local, distante da área urbana, a vítima afirma ter sido espancada com pedaços de pau e abandonada na região.

Ferido, o rapaz foi flagrado por motoristas andando às margens da rodovia sinalizando para carros e gritando por socorro, porém, ninguém parou.

O Campo Grande News recebeu mensagens de vários leitores que presenciaram a cena e também falaram sobre a semelhança com Lázaro. Um deles chegou a filmar, mas não parou.

“É muito parecido. Se é verdade ou não logo, logo vamos descobrir, se ele não chegar no Paraguai, né”, comentou um leitor. “Parece muito com o Lázaro”, completou outro.

Depois de horas tentando ajuda, o jovem não resistiu, caiu próximo a pista. Pessoas que passavam pela área acionaram a polícia e o Corpo de Bombeiros dizendo que viram “um cara parecido com Lázaro na rodovia”.

Brendo foi socorrido com ferimentos nas costas, pescoço e cabeça e levado para a Santa Casa. Segundo a Polícia Militar, o rapaz possui passagens pela polícia, entre elas, por roubo.

 

 

Uol

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *