Incra investe R$ 4,3 milhões em habitações para assentados da PB

Os agricultores do Assentamento Zumbi dos Palmares I, em Barra de Santa Rosa, no Agreste paraibano, estão acompanhando, esta semana, a construção das primeiras fundações das 25 moradias que vão beneficiar famílias da comunidade. Na manhã desta quinta-feira (13), o superintendente regional do Incra/PB, Kleyber Nóbrega, visitou as obras e conversou com as famílias assentadas.
As famílias de Zumbi dos Palmares I, área localizada a cerca de 215 quilômetros de João Pessoa, são as primeiras da Paraíba a receber novas habitações pelo Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR) em 2021. Desde o início do ano, o Incra/PB já assegurou recursos da ordem de R$ 4,3 milhões para 127 famílias de assentamentos localizados em oito municípios do estado. A primeira metade dos recursos já foi liberada; a segunda será após a aprovação da primeira etapa das obras.
“Algumas famílias da área vivem, atualmente, em casas construídas há cerca de 50 anos, remanescentes do imóvel desapropriado para a criação do assentamento federal”, disse o superintendente.
Até os primeiros meses do próximo ano, a autarquia pretende construir aproximadamente mil casas em áreas da reforma agrária de todas as regiões da Paraíba.
A construção das casas, com mão de obra preferencialmente local, está sendo supervisionada pelos técnicos da Divisão de Desenvolvimento e Consolidação do Incra/PB.

Qualidade de vida e segurança
O presidente da Associação do Assentamento Zumbi dos Palmares I, José Alberto Lima, contou que as famílias esperam ansiosamente pela entrega das casas. “Agora é só alegria. Vamos ter mais qualidade de vida e segurança”, afirmou o agricultor.
Segundo ele, a estrutura precária das atuais moradias do assentamento, com instalações elétricas improvisadas, já provocou prejuízos decorrentes de curtos-circuitos que danificaram eletrodomésticos e colocaram em risco a vida das famílias agricultoras.

Crédito habitação
O valor liberado para cada família, na modalidade habitação do crédito instalação, é de R$ 34 mil.
O beneficiário terá prazo de três anos, a contar da data de liberação do crédito, para o pagamento em parcela única, com juros anuais de 0,5% e desconto de 96% do saldo devedor. Em caso de inadimplência, será cobrado o valor integral, mais juros e multa.

 

Assessoria

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *