João Azevêdo participa de evento para implantação de usinas solares na Paraíba

O governador João Azevêdo participou no fim da tarde desta quinta-feira (7), da solenidade de assinatura de outorgas de autorização para implantação de usinas solares fotovoltaicas na Paraíba pela Agência Nacional de Energia Elétrica, com a participação do diretor-geral da ANEEL, André Pepitone. Com R$ 2 bilhões em investimentos, as usinas serão instaladas na cidade de Santa Luzia, no sertão paraibano, conhecida por abrigar centenas de cata-ventos gigantes, geradores de energia eólica.

Com a assinatura de 13 outorgas, de um total de 28, que vai gerar 80% da energia do estado, a Paraíba passa a ser exportador de energia, aportando em seu território a maior usina fotovoltaica da América Latina.

De acordo com o governador, o empreendimento vai movimentar R$ 2 bilhões, além de gerar 1,6 gigawatt (GW), com capacidade de suprir mais de 1,6 milhão de residências. A iniciativa busca solucionar questões econômicas e ambientais ao inverter a produção da matriz energética.

João Azevêdo destacou a importância dos investimentos na Paraíba: “Primeiramente, emprego, acima de tudo, a mudança de uma matriz energética para o Nordeste que é fundamental. O Nordeste tem pouca água, mas tem muito sol e tem muito vento, entretanto gera energia com água, e esse potencial que a Paraíba tem geração de energia eólica e solar é fundamental nesse momento que o Brasil enfrenta uma crise hídrica  e as energias renováveis que são produzidas no Nordeste têm feito uma diferença importante desse momento do Brasil porque nós queremos é que a Paraíba mais e mais tenha condições de receber novos parques ”, disse.

O Grupo Rio Alto vai operacionalizar o Complexo Solar Santa Luzia com o objetivo de transformar a área em um dos maiores parques eólicos do Brasil, gerando 1.500 empregos diretos e indiretos.

A construção está dividida em 4 fases. Em cada fase serão 7 usinas, cada uma com potencial de geração de mais de 56 megawatts de pico (MWp), totalizando cerca de 1.6 gigawatts/h (GWh). O suficiente para abastecer mais de 1.6 milhão de residências ou mais de 6,4 milhões de pessoas (considerando uma média de quatro pessoas por domicílio).

O Complexo Solar Santa Luzia será constituído por 28 usinas solares fotovoltaicas de 58MWp, totalizando 1,625GW de capacidade, em uma área de 1,7 mil hectares nas cidades de Santa Luzia e São Mamede. De acordo com o Grupo Rio Alto, serão instaladas 1,3 milhão de placas solares, 10,8 mil trackers e 3,7mil string inverts. A previsão é de que as obras dos parques sejam entregues em janeiro de 2023.

 

 

Wscom

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *