Mais de 90% das pessoas que recebem auxílio por incapacidade na Paraíba não realizaram perícia e podem perder benefício

Na Paraíba, 2.385 pessoas (92,44%) que recebem auxílio por incapacidade temporária (antigo auxílio-doença) e que foram convocadas pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) ainda não realizaram a perícia médica. Uma lista com nomes foi divulgada no Diário Oficial da União (DOU) em agosto deste ano. Aqueles que não realizarem o procedimento terão o benefício suspenso.

Somente no estado paraibano foram chamadas 2.580 pessoas, como apurou o ClickPB. Até o momento, apenas 195 realizaram a perícia em uma das agências do INSS na Paraíba. Outras 11 pessoas já agendaram o procedimento, pois para passar pela perícia é necessário agendar por meio do aplicativo ‘Meu INSS’ ou site gov.br/meuinss. Além disso, é possível ligar para a Central 135, que funciona de segunda a sábado, das 7h às 22h.

De acordo com o INSS, na data agendada para a realização da perícia, os beneficiários deverão apresentar documentos pessoais, além de toda a documentação médica que o segurado disponha como laudos com CID, atestados, receitas e exames recentes. O Instituto informou ainda que a partir do dia 19 de novembro, os segurados que ainda não agendaram poderão ter seu benefício suspenso.

O diretor de Benefícios Substituto do INSS, Guilherme Serrano, informou que o objetivo é de que os segurados compareceram para uma perícia revisional para avaliação do seu benefício. “Essa convocação se estendeu ao longo de agosto. Aqueles que não compareceram e não tinham feito o agendamento, em 27 de setembro foram convocados por meio de edital que foi publicado no Diário Oficial da União. Agora, a partir de novembro, aqueles segurados que ainda não compareceram a perícia ou não realizaram agendamento terão o benefício suspenso com o bloqueio do pagamento”, informou.

Em agosto, o INSS iniciou a a revisão dos benefícios por incapacidade temporária mantidos sem perícia por período superior a seis meses e que não possuam data de cessação estipulada ou indicação de reabilitação profissional através do PRBI, Programa de Revisão dos Benefícios por Incapacidade.

 

Click PB

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *