Queiroga elogia eficiência da vacinação na Paraíba e garante mais doses da Coronavac para reforço contra a Covid-19

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, deu sequência a agenda administrativa na Paraíba, neste sábado (17). Ele iniciou o dia com visita ao Complexo Municipal Hospitalar Pedro I e a maternidade do Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (Isea), em Campina Grande. Na oportunidade, o auxiliar do governo Jair Bolsonaro elogiou a eficiência do Estado na aplicação das vacinas contra a Covid-19.

“O Ministério envia cerca de, no mínimo 100 mil doses de vacinas, e a eficiência de nosso Estado é tão grande que, às vezes, eles acabam as vacinas que nós enviamos antes do prazo previsto. Isso mostra o compromisso público que tem o Estado da Paraíba em levar, também com o Governo Federal, a vacina no braço dos nosso cidadãos”, disse Marcelo Queiroga em contado com a imprensa.

Marcelo Queiroga ainda elogiou a administração no uso de medicamentos e insumos e de oxigênio, no Estado. “Aqui na Paraíba não temos encontrado dificuldade, a gestão tem sido eficiente, tem dado orientações a população, de tal sorte que a pressão sob o Sistema de Saúde não é tão grande”, disse.

O ministro garantiu que o governo federal vai atender ao pedido de alguns prefeitos, a exemplo de Cícero Lucena, de João Pessoa, para substituição do envio das vacinas da Oxford/Astrazeneca pela Coronavac/Butantan, para suprimir a ausência de imunizantes na aplicação da segunda dosagem. “A Paraíba se antecipou nas vacinas, há necessidade de Coronavac/Butantan, e nós conversávamos sobre a necessidade de vir, invés da Astrazeneca, a Coronavac, isso vai ser pactuado na tripartite, no Programa Nacional de Imunização”, garantiu.

Na sequência, o ministro rebateu algumas críticas quanto a demora no envio das vacinas ao Estado. Ele disse que o governo federal tem se empenhado para atender à necessidade da população, e citou a antecipação de 15,5 bilhões de doses do imunizante produzido pela Pfizer para serem entregues em maio, e de outras 4 milhões de doses por meio do Consórcio Covax/Facility. “Isso reforçará o nosso programa, porque o Brasil é um dos únicos países no mundo a ter duas industrias produzindo produtos em vacinas, por meio da Fundação Oswaldo Cruz e do Instituto Butantan”, garantiu.

O ministro ainda tentou justificar a demora no envio de medicamentos necessários para intubação de pacientes. “Apesar da escassez desses medicamentos nos mercados nacional e internacional, o governo federal tem conseguido trazer os insumos necessários para que esses pacientes sejam assistidos”, disse.

AGENDA

Em Campina Grande, Marcelo Queiroga também visitou o Núcleo de Tecnologias Estratégicas em Saúde (NUTES), da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). Marcelo Queiroga ficou impressionado com a estrutura das unidades hospitalares e com a qualidade dos serviços prestados aos pacientes.

O Ministro foi recepcionado no Aeroporto João Suassuna pelo prefeito Bruno Cunha Lima, o vice-prefeito, Lucas Ribeiro, e demais autoridades. Ele seguiu para o Complexo Hospitalar Municipal Pedro I, onde visitou as dependências e conheceu as alas de enfermaria, UTI e o Hospital de Campanha.

A unidade tem 150 leitos, sendo 90 de enfermaria e 60 de UTI, e essa estrutura chamou a atenção do Ministro, que é paraibano.

Em seguida, o Ministro visitou a maternidade do Isea e conheceu a superestrutura da unidade que realiza mais partos na Paraíba, executando mais de 7 mil partos por ano.

Marcelo Queiroga ainda cumpriu outros compromissos da agenda administrativa na cidade de Patos, no Sertão do Estado.

 

 

Wscom

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *