Racismo: cliente pede para não ser atendido por negro em lanchonete, em Campina Grande e caso ganha repercussão nacional

Ganhou repercussão nacional o caso de racismo ocorrido em uma lanchonete, em Campina Grande, onde um cliente pediu ser atendida por um jovem atendente negro. A dona do estabelecimento prestou um Boletim de Ocorrência. O veio à tona ontem.

A lanchonete disse que o cliente enviou mensagens reclamando que tinha “avistado um funcionário de cor escura atendendo” e que não se sentia bem “sendo atendido por um negro”.

“O rapaz foi até educado conosco, mas a cor dele não se nega… mancha a imagem da lanchonete, não é questão de racismo”, disse ainda.

A Polícia Civil investiga o caso. A delegada Mairam Moura disse que o inquérito foi instaurado e pediu quebra de dados do número que enviou as mensagens de cunho racista.

 

Wscom

 

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *