‘A justiça foi feita’, diz viúva sobre condenação da irmã que matou o marido dela em Nova Olinda

‘A justiça foi feita’, diz viúva sobre condenação da irmã que matou o marido dela em Nova Olinda

Destaque Policial Vale
Joaquim
14 de junho de 2024
62

A viúva Dayanna Rodrigues (foto), que teve o marido Ricardo Cruz morto a facadas pela irmã e o cunhado no ano passado em Nova Olinda (PB) disse que ‘a justiça foi feita’ após a acusada ser condenada na última terça-feira (11).

Ionara Késsia, 38 anos, foi julgada pelo Tribunal do Júri no Fórum Desembargador Luiz Ramalho, em Piancó (PB), durante cerca de nove horas. A defesa alegou que a acusada e o marido mataram Ricardo porque ele os ameaçou, o que não foi acatado pelo corpo de jurados.

Em sesetença, o júri seguiu a acusação do Ministério Publicou e condenou a mulher a 17 anos e seis meses de prisão pela coautoria no homicídio. Ela foi encaminhada ao presídio feminino para cumprimento da pena.

“Isso não vai trazer meu Ricardo de volta, mas é a justiça sendo feita”, disse Dayana.

Entenda o crime

A mulher, em parceria com o companheiro Mizael Alves Silva, matou o condutor socorrista com vários golpes de faca em plena via pública sem chance de defesa.

Mizael foi julgado em 11 de novembro de 2023 e recebeu a pena de 20 anos e três meses de prisão.

A esposa da vítima, em fevereiro do ano passado, conversou com o Diamante Online e narrou todo o acontecimento com riquezas ré detalhes.

 

Diamante Online

Joaquim Franklin

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

You May Also Like!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.