Após anúncio de mudanças no Enem 2021, secretário de Educação da Paraíba diz que cenário já era esperando devido à pandemia

Após o anúncio de suspensão das provas do Enem, que poderá ficar para janeiro ou fevereiro de 2022, o secretário de Educação da Paraíba, Claúdio Furtado, disse ao ClickPB, nesta sexta-feira (14) que já existia a suspeita de que a prova para ingresso nas universidades do país não seria aplicada em 2021.

Segundo ele, esse cenário já foi vivenciado como ocorreu com a última edição, ao se referir a mudança de calendário que o Enem teve em 2020, sendo aplicado em 2021. “A gente já esperava a partir do momento que o último Enem também sofreu atraso e aconteceu no início desse ano. A pandemia alterou todos os calendários”, explicou.

O secretário esclareceu que caso a mudança se efetive não trará consequências negativas para o cenário local. “Essa mudança que empurra o calendário do Enem para 2022 é boa, justamente por dar tempo de preparação dentro do ano letivo de 2021 que também sofreu as consequências com a pandemia”, analisou.

Uma portaria publicada no Diário Oficial de ontem com as metas globais previstas pelo próprio Inep não incluiu a realização do exame para esse ano. De acordo com os despachos assinados pelos diretores do Inep, Alexandre Gomes da Silva, diretor de Avaliação da Educação Básica, Alfredo Murillo Gameiro de Souza, diretor de Gestão e Planejamento, e Danilo Miranda Pontes Rogério, diretor de Tecnologia e Disseminação de Informações Educacionais, o Inep marcou as provas para 16 e 23 de janeiro de 2022.

No despacho ainda consta que o Enem Digital, que teve sua primeira edição neste ano, será realizado nas mesmas datas e horários do Enem regular.

 

 

Click PB

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *