Após Mnistro anular provas da Odebrecht, Procurador diz ‘Legado maldito’

Após Mnistro anular provas da Odebrecht, Procurador diz ‘Legado maldito’

Brasil
Joaquim
8 de setembro de 2023
86

Em uma postagem feita em rede social nesta quinta-feira, 7, o procurador-geral da República, Augusto Aras, disparou contra a Operação Lava Jato: “Enfrentamos nos últimos 4 anos um forte corporativismo apoiado pelas fake news divulgadas pela imprensa desviada que confundiram Justiça com vingança.

Fui acusado de destruir a Lava Jato, quando apenas institucionalizei e despersonalizei o Ministério Público. Hoje, a sociedade enxerga seu verdadeiro legado maldito, seu ‘modus operandi’ que ceifa vidas, a política, a economia e afronta a soberania nacional”. A declaração ocorreu um dia após o ministro Dias Toffoli, do STF (Supremo Tribunal Federal), anular as provas obtidas pela Lava Jato em acordo de leniência com a empreiteira Odebrecht. Toffoli chegou a dizer que a prisão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pode ser classificada como “um dos maiores erros judiciários da história do país”. Aras encerra seu segundo mandato à frente da PGR no dia 26 de setembro e tem tentado se aproximar de Lula numa tentativa de ser reconduzido ao cargo.

A decisão de Toffoli não anula todos os processos em que existam provas contra a empreiteira. No entanto, os juízes responsáveis precisarão avaliar novamente cada caso e se houve ou não algum tipo de conduta suspeita. “Nós temos o dever de cumprir a Constituição, rasgada por poucos e ruidosos membros do sistema de Justiça”, afirmou Aras. Confira abaixo a publicação na íntegra.

 

Jovem Pan

Joaquim Franklin

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

You May Also Like!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.