Avião de Marília Mendonça atingiu cabo de alta tensão antes de cair, diz Cemig

A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) divulgou uma nota nesta sexta-feira (5) confirmando que o avião bimotor que transportava a cantora Marília Mendonça e outras quatro pessoas atingiu um cabo de uma torre de distribuição da empresa, em Piedade de Caratinga, no Vale do Rio Doce. As informações são do G1 e da Folha.

O bimotor Kin Air da Beech Aircraft decolou de Goiânia e caiu em uma cachoeira a 2 quilômetros da pista onde faria o pouso, de acordo com a Polícia Militar de Minas Gerais. A aeronave podia levar até seis passageiros. Todas as cinco pessoas à bordo morreram com a queda.

De acordo com o g1, informações preliminares relatadas por pilotos que sobrevoaram a região próximo ao momento do acidente e também de testemunhas são de que o avião “rasgou” fios de alta tensão ligadas a uma torre próximo ao local. Órgãos aéreos da região já haviam registrado reclamações de pilotos dizendo que os fios elétricos atrapalhariam o pouso no aeródromo de Caratinga.

 

 

MSN

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *