Bolsonaro manda tirar de pauta relatório que proíbe uso da cloroquina e coloca pressão em Queiroga

O presidente Jair Bolsonaro ficou irritado com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e mandou tirar da pauta da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec) o parecer do grupo de trabalho que veta o uso da cloroquina e do “kit Covid” para combate à doença. O parecer seria objeto e de decisão do Conitec nesta quinta-feira (7).

O parecer que seria votado na reunião do Conitec desta quinta determinou o uso da cloroquina apenas para pacientes com doenças reumatológicas ou malária, para as quais a droga é indicada. “Azitromicina e hidroxicloroquina não mostraram benefício clínico e, portanto, não devem ser utilizados no tratamento ambulatorial de pacientes com suspeita ou diagnóstico de covid-19″, acrescenta o relatório.

A comissão também sugeriu não administrar ivermectina, budesonida, colchicina e nitazoxanida em pacientes com suspeita ou confirmação de Covid-19, por falta de evidência científica.

Com a aprovação do parecer desabaria todo o edifício narrativo construído por Jair Bolsonaro e a extrema direita no país, que condenou milhares de pessoas à morte por uso de medicamentos ineficazes no combate à Covid-19. O uso de tais medicamentos foi a grande fake news da pandemia, de caráter criminoso.

Sob pressão do Palácio do Planalto, o então ministro Eduardo Pazuello liberou, em maio de 2020, o uso de cloroquina para todos os estágios da Covid-19 e deve ser responsabilizado pelos senadores da CPI da Covid. Mas a Conitec emitiu, em maio deste ano, parecer contrário à indicação do medicamento.

 

 

 

Terra

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *