Caso Mariana Thomás: ex-namorada fala de histórico abusivo e violento do suspeito; vídeo

Uma ex-namorada do empresário Johannes Dudeck, suspeito de matar a estudante Mariana Thomás, em Cabo Branco, João Pessoa, no sábado (12), comentou como era o relacionamento e confirmou o histórico abusivo e violento do suspeito.

“Foram dois anos [de relacionamento] no início ele era tranquilo, bondoso, carinhoso, mas com o tempo foi se mostrando uma pessoa manipuladora e agressiva. Me agrediu psicologicamente, me xingava e durante o relacionamento chegou a me ameaçar pessoalmente ou por telefone, nunca por mensagem ou redes sociais. Chegou a gravar áudio, mas apagava e criava fakes”, disse com exclusividade ao Sistema Arapuan de Comunicação.

A jovem contou que chegou a imaginar que poderia ter sido ela no lugar de Mariana. “Foi a primeira coisa que passou pela minha cabeça, porque em várias situações ele poderia ter feito isso comigo, não fez por milagre. Ele dizia que ia acabar com a minha vida e que eu não sabia do que ele era capaz”, revelou.

De acordo com a ex-namorada, Johannes desconfiava de tudo, até quando ela saia com as amigas e tinha um perfil abusivo, principalmente com mulheres. “Acredito que tem muitas outras mulheres que foram vítimas dele, mas têm medo de falar o que sabem. Ele é uma pessoa muito manipuladora e dissimulada e mente muito na cara dura. Chora, se diz arrependido, mas o perfil dele é de sociopata, psicopata, não sente culpa por nada”, afirmou.

A jovem também acredita que o empresário doparia algumas vítimas e alegou ter ‘apagado’ determinada vez quando ele lhe ofereceu uma bebida.

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.