Clodoaldo Beltrão e representantes de municípios do Vale do Paraíba debaterão expansão de linha férrea com superintende da CBTU

Após defender a expansão do percurso dos trens da Companhia Brasileira de Transportes Urbanos (CBTU) para o Vale do Paraíba, o ex-prefeito de São Miguel de Taipu e atual secretário de Articulação Política do município, Clodoaldo Beltrão, foi convidado pelo superintende da CBTU na Paraíba, Rodrigo Vieira, para uma reunião, na próxima quarta-feira (10), para debater o tema.

Além de Clodoaldo e Rodrigo Vieira, o atual prefeito de São Miguel de Taipu, Laelson Alburqueque (PSDB); e vereadores de Cruz do Espirito Santo, Pilar e Itabaiana; também participarão da reunião, que acontecerá na sede da CBTU em João Pessoa, a partir das 15h.

Segundo Clodoaldo, a expansão da linha férrea serviria tanto para o transporte diário de passageiros, quanto para cargas e turistas, com diferentes formas de uso. Ele destaca que a ferrovia já existe na região e para reativá-la seria necessário apenas pequenos reparos em alguns pontos.

Atualmente, os trens da CBTU atende as cidades de Cabedelo, João Pessoa, Bayeux e Santa Rita. Com a expansão do trajeto para o Vale do Paraíba, seriam atendidos também os municípios de Cruz do Espírito Santo, São Miguel de Taipu, Pilar, Itabaiana, Mogeiro, Ingá, e cidades vizinhas, como: Salgado de São Felix, Juripiranga, São José dos Ramos e Pedras de Fogo.

“Os trens têm a capacidade de trazer grandes benefícios para economia e mobilidade do Vale do Paraíba. Hoje, o cidadão gasta entre R$ 50 e R$ 150 com passagens, nos meios de transportes disponíveis, para se deslocar de Itaibaiana a João Pessoa. Esse valor cairia consideravelmente, uma vez que as passagens nos trens da CBTU são bem mais baratas”, afirmou.

O ex-prefeito afirma que o Vale do Paraíba é uma região com grande potencial econômico, sobretudo na produção agrícola, mas viveu seus tempos áureos justamente nas décadas de 1950 e 1960, quando a linha férrea estava ativada. Ele lembrou que com a conclusão das obras do Canal Acauã-Araçagi, que levará águas do projeto de Transposição do São Francisco para o Rio Paraíba, a produção aumentará ainda mais no Vale.

“A nossa região é muito rica e com a reativação da linha férrea poderíamos escoar melhor nossa produção, com preços bem mais acessíveis de fretes, uma vez que os valores da gasolina e diesel são cada vez mais altos. Assim, poderíamos agregar também o Vale do Paraíba ao Porto de Cabedelo”, comentou Clodoaldo.

Clodoaldo estuda a possibilidade de disputar o cargo de deputado estadual das eleições de 2022 e antecipa que, caso obtenha êxito na eleição, a reativação da linha férrea no Vale do Paraíba será uma de suas principais bandeiras de luta na Assembleia Legislativa. Ele observa que, apesar da CBTU ser uma autarquia federal, o Governo do Estado, em parceria com os municípios envolvidos e parlamentares, poderia dialogar com a Presidência da República para buscar a reativação da linha férrea no Vale do Paraíba, criando mais um mecanismo em prol do progresso da região.

 

Blog do Cristiano Teixeira

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *