Contas do setor público podem ter superávit pela primeira vez em oito anos, diz Tesouro Nacional

As contas do setor público podem registrar superávit primário pela primeira vez em oito anos, informou nesta quarta-feira (29) a Secretaria do Tesouro Nacional.

O superávit primário ocorre quando as receitas com tributos e impostos superam as despesas. Nesta conta, não são considerados os gastos com o pagamento de juros da dívida pública. Se as despesas superam as receitas, o resultado é de déficit primário.

O resultado do setor público consolidado abrange governo federal, estados, municípios e estatais. A última vez que o setor público fechou o ano com saldo positivo foi em 2013. Desde então, tem registrado sucessivos déficits primários.

Segundo dados do Banco Central, responsável pela divulgação do resultado do setor público consolidado, as contas públicas registraram superávit primário de R$ 49,570 bilhões no acumulado dos dez primeiros meses deste ano.

Para este ano, o setor público está autorizado a registrar déficit primário de até R$ 250,89 bilhões. Em todo o ano passado, por influência dos gastos extraordinários relacionados à pandemia de Covid-19 e efeitos na arrecadação, o resultado do setor público foi de déficit de R$ 702,9 bilhões, valor recorde.

 

Uol

Assine nosso boletim de notícias

Receba gratuitamente em seu email todas as notícias que acontecem no vale do Piancó, na Paraíba e no mundo, assine já, é grátis, digite seu melhor e-mail no compo abaixo e click no botão Assinar.

Falta pouco

Confirme sua assinatura gratuita seguindos o passo a passo abaixo:

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *