Delegado pede prisão preventiva de homem que matou cachorro com golpes de foice

Delegado pede prisão preventiva de homem que matou cachorro com golpes de foice

Policial
Joaquim
3 de março de 2023
21

O homem que matou um cachorro com golpes de foice, na noite de ontem (02) no Conde, teve um pedido de prisão preventiva solicitado na manhã desta pelo delegado Paulo Martins, da delegacia seccional de Alhandra. Conforme apurou o ClickPB, o acusado está na central de polícia, após ter sido preso em flagrante devido ao ocorrido. A prisão preventiva é solicitada com objetivo de evitar que o acusado cometa novos crimes.

Segundo informações obtidas pelo ClickPB, a atitude foi tomada contra um animal de rua, sem qualquer motivo aparente. O homem estaria querendo ameaçar o dono de um fiteiro, e após o senhor adentrar o estabelecimento o acusado teria se deparado ao animal doméstico.  “Ele (o acusado) estava com uma foice no mão e uma faca nos quartos”, detalhou o delegado Martins. Amedrontado, o senhor se trancou na barraquinha. Após isso, o acusado teria dito, segundo informações repassadas por populares, que iria para casa, porém ao se virar encontrou com o cachorro.

“Ele disse que ia para casa. Ai quando o cachorrinho estava deitado, danou a foice no bichinho,” Após isso, a guarda municipal foi acionada, o acusado levado para a delegacia de Alhandra e o animal levado por uma ONG a um consultório veterinário, onde não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

O homem deverá ser enquadrado em maus tratos de animais, com base na Lei Lei 14.064/2020 que alterou a Lei nº 9.605/1998, aumentando a pena.  “Inclusive alterou a pena. É de 01 a 05 anos. Com o agravante da morte, aumenta um terço. Aí o juiz, [caso condene] aplica a penalidade”, detalhou o delegado Paulo

 

 

Click PB

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.