colegio mesquita

Depois de insinuar golpe de estado, Mourão agora diz que “comunistas não passarão”

Depois de insinuar golpe de estado, Mourão agora diz que “comunistas não passarão”

Brasil
Joaquim
28 de novembro de 2022
3

Apenas três dias após insinuar um golpe de estado no Brasil devido ao encontro do presidente do TSE, ministro Alexandre de Moraes, e os comandantes das Polícias Militares nos Estados na quarta-feira (24), o vice-presidente Hamilton Mourão (Republicanos-RS) voltou a se pronunciar em tom golpista nas redes sociais e afirmou que “comunistas não passarão.”

“Na data de hoje, em 1935, traidores da Pátria intentaram contra o Estado e o povo brasileiro. A intentona de 27 de novembro foi a primeira punhalada do Movimento Comunista Internacional contra o Brasil. Não seria a última. Eles que venham, não passarão!”, escreveu Mourão em seu Twitter neste domingo (27).

O vice-presidente se refere aos levantes promovidos por militares identificados com o socialismo em diferentes capitais brasileiras entre 1935 e 1936.

Apesar da ameaça de Mourão, as últimas décadas no Brasil jamais presenciaram qualquer tipo de mobilização comunista relevante, não havendo, desta forma, base para tal pronunciamento do vice-presidente da República.

 

247

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.