Dólar recua e fecha abaixo de R$ 4,90; Ibovespa sobe mais de 2%

Dólar recua e fecha abaixo de R$ 4,90; Ibovespa sobe mais de 2%

Brasil
Joaquim
4 de novembro de 2023
75

O dólar fechou em queda nesta sexta-feira (03), em um movimento de ajuste após o feriado do Dia de Finados e com foco em dados de emprego mais fracos do que o esperado nos Estados Unidos.

Investidores também repercutiram a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom), que aconteceu na última quarta-feira (1º) após o fechamento dos mercados. (entenda mais abaixo)

Já o Ibovespa, principal índice acionário da bolsa de valores brasileira, a B3, subiu mais de 2% na sessão.

Veja abaixo o dia nos mercados.

Dólar
Ao final da sessão, o dólar fechou em queda de 1,56%, cotado a R$ 4,8953. Veja mais cotações.

Na véspera, a moeda norte-americana encerrou a sessão com um recuo de 0,13%, cotada a R$ 5,0406. Com o resultado de hoje, passou a acumular perdas de:

  • 2,34% na semana;
  • 2,88% no mês;
  • 7,25% no ano.

Ibovespa

Já o Ibovespa avançou 2,70%, aos 118.160 pontos, no maior nível desde setembro.

O dia foi de alta praticamente generalizada no índice, com apenas as ações da Suzano tendo fechado em queda. Entre os destaques da sessão, Grupo Casas Bahia, Grupo Vamos, Magazine Luiza e Locaweb subiram mais de 10%.
Na véspera, o índice havia fechado com um avanço de 0,54%, aos 113.144 pontos. Com o resultado, passou a acumular altas de:

  • 4,29% na semana;
  • 4,43% no mês;
  • 7,68% no ano.

O que está mexendo com os mercados?

O principal destaque desta sexta-feira (3) ficou com o relatório de emprego dos Estados Unidos, também conhecido como payroll.

O documento, divulgado hoje pelo Departamento de Trabalho norte-americano, informou que a economia dos Estados Unidos criou 150 mil vagas de emprego em outubro. O número veio abaixo do esperado pelo mercado, que previa 180 mil novas vagas no mês.

“Acredito que, após muitas semanas sem rumo claro, o mercado está apostando que o teto do juros definido pelo Fed (neste ciclo de aperto monetário) já foi atingido… e isso beneficia demais os emergentes, que naturalmente são ajudados pelo fechamento do diferencial de juros”, disse Fernando Bergallo, diretor de operações da FB Capital, à Reuters.

Vale lembrar que na última quarta-feira, o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) manteve as taxas de juros do país inalteradas, mas deixou a porta aberta para outro eventual aumento nos custos do empréstimos no futuro.

Já por aqui, investidores repercutiram a decisão do Copom, que fez um novo corte da taxa básica brasileira (Selic) de 0,50 ponto percentual (p.p.), para 12,25% ao ano. Foi o terceiro corte consecutivo promovido pela autoridade monetária.

Quanto mais baixos os juros estiverem no país, maior tende a ser o apetite por risco no mercado. Assim, investidores tendem a vender seus títulos de renda fixa e comprar ações, por exemplo, impulsionando a bolsa brasileira para cima.

O dólar fechou em queda de 1,56%, cotado a R$ 4,8953 (Foto: Reprodução)
Joaquim Franklin

Joaquim Franklin

Formado em jornalismo pelas Faculdades Integradas de Patos-PB (FIP) e radialista na Escola Técnica de Sousa-PB pelo Sindicato dos Radialistas da Paraíba.

You May Also Like!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.